Moção de Reivindicação para Estabelecer Estratégias para Hepatite C


28/04/2016

Para baixar a Moção completa. Clique AQUI (PDF 8.51MB)

Prezados amigos e parceiros,

Foi enviada hoje Moção de Reivindicação Hepatite C, que podem acessar no anexo, cujo teor foi lavrado e as subscrições colhidas nos últimos dias 18 e 19/04, durante evento na cidade de Santos, SP.

Os destinatários foram as coordenações de hepatites do Depto Nacional de DST, Aids e Hepatites/MS, da coordenação do Programa Estadual de Hepatites Virais, do CVE/SP, e da coordenação de controle doenças infectocontagiosas do município de Santos, cidade em que o evento foi realizado.

Que a expressão do texto, cujo teor anseia e apela pelo estabelecimento de estratégias imediatas, pactuadas entre todas as três esferas de competência da saúde, possa servir de ferramenta para que o acesso aos novos tratamentos para Hepatite C possa ser ampliado.

Assim sendo irá propiciar a cura, manter uma qualidade de vida, e a própria vida de milhares de portadores crônicos da Hepatite C, principalmente os que já apresentam uma forma grave estabelecida, e assim mudar o quadro que está velozmente se estabelecendo, que são de muitos doentes inseridos no Protocolo de dispensação dos medicamentos pelo SUS que já protocolaram e tiveram aprovada a solicitação, mas que não receberam há meses, alguns desde o final do ano passado.

Acreditamos que o cenário que está trazendo angústia e ansiedade para milhares de portadores e seus familiares, possa trazer reflexão aos Estados, principalmente de São Paulo, que detém aproximadamente 50% dos tratamentos do país, e assim também fazerem aquisição dos medicamentos, até então por compra exclusiva do MS, pois gastam muito mais com procedimentos ambulatoriais da especialidade, exames de alta complexidade, internações e transplante do que se comprassem o medicamento que está apresentando eficácia de quase 100% e sem reações adversas. Pode-se considerar também outros aspectos que não da saúde, como questões laborativas, que envolvem licença médica, aposentadoria por invalidez e interrupção do recolhimento de alguns impostos.

Que assim seja....

Obs.: Em SP até semana passada, 3.600 pacientes contemplados com o recebimento dos novos medicamentos para Hepatite C (Sofosbuvir, Daclatasvir e Simeprevir), e mais de 5.000 estão na espera e, junto com seus familiares, entrando em desespero.

Saudações fraternais,
Jeová Pessin Fragoso
Diretor Presidente

 

 
 
 
 
©2015. Grupo Esperança – Todos os Direitos Reservados